Circo do Mundo Brasil  

Circo do Mundo Brasil

Passa para outro plano quem viveu lutando para que este plano fosse outro.

63375022 2307887885958719 5930025894927138816 n

Ontem, passou para um plano que acreditamos mais justo, o nosso Griôt do Circo Social Antônio Cesar Marques.


César além de excelente Arte Educador, poeta, autor de textos teatrais diretor artístico da companhia de jovens Griôts e Secretário Executivo da Ong Se Essa Rua Fosse Minha, era sobretudo um ativista que, em sua trajetória, lutou contra o racismo e pela garantia de direitos de crianças, adolescentes e jovens.

Como Arte Educador deixou sua enorme contribuição para o Circo Social na formação de novos educadores da Rede Circo do Mundo Brasil.

Sua luz continuará nos iluminando e sua contribuição jamais esquecida.

Antônio César Marques, PRESENTE!


Um pouquinho de César:

“....No centro da arena, empurrados ainda pelo impacto do aborto social do ventre livre, os meninos e meninas de rua (na verdade, sem ruas), os gladiadores, agora contratados como guardiões do governo e os leões, agora recrutados pelo poder paralelo.
Os meninos e meninas, lumes que vagam de noite e de dia, piscavam nas calçadas, nas areias e nas águas de Odoyá. Quando apagados dormiam, quando acesos queimavam e corriam, para escapar dos exterminadores de pirilampos.

Do alto dos camarotes do coliseu da atlântica, a elite carioca e alguns governantes, separados por grades de proteção, observam duelos nas pedrinhas portuguesas, enquanto seus criados jogavam creolina para fazer a lavagem de bom fim nas calçadas.

Por questões éticas, étnicas e estéticas, os conteúdos basilares do circo social, vão sendo construídos a partir de diálogos com os conhecimentos e protagonismo dos meninos e meninas sem ruas, se entrelaçando freirianamente com os conceitos circenses da Intrépida Trupe e de educação popular do Se Essa Rua Fosse Minha.

Nesta perspectiva, os sentidos circenses de educação popular, ou o que passamos a chamar de circo social, começam a ser desenhados com base nos saberes corporais que estes meninos e meninas apreendiam no universo ludocircense da capoeira e nos saberes ancestrais, com os quais resgatavam nas rodas os valores de circularidades da expropriada vivência de territorialidade africana......” – O Circo Social e a procissão dos Vaga-lumes – Antônio César Marques – Maio 2012”

 

64376628 2307887772625397 4218250100532576256 n   64305009 2307887819292059 6089850149226414080 n   64257508 2307887959292045 7751125464751538176 n